segunda-feira, 25 de julho de 2011

Como analisar uma pintura.

Algumas considerações bem úteis e interessantes sobre o modo como devemos analisar uma pintura.


1. Observar as informações dadas na legenda da obra: autor, título, data da execução, suporte, dimensões.
2. Obter dados sobre o autor: data e lugar de nascimento e morte, origem social, anos e lugares de formação, idade aquando da realização da obra, outras obras suas.
3. Reconhecer o tipo de assunto representado: cena religiosa, histórica,mitológica, alegoria, retrato, paisagem,…
4. Analisar o assunto propriamente dito: descrever o que está representado, lugares, enquadramento da cena, personagens, ação das personagens, objetos, …
Deve-se tentar perceber porque o autor pintou um quadro com aquelas dimensões e não com outras, proceder à análise da cena, do enquadramento desta, dos móveis, dos objetos representados, da paisagem, da posição dos personagens, identificando-os, como estão vestidos,em que atitude se encontram,…

Análise plástica
 
1. A composição – Quais as linhas que organizam o quadro? Isto é, a organização das figuras segundo esquemas geométricos ou não, com eixos bem marcados ou não, segundo leis de perspectiva ou sem elas( como é criado o sentido de profundidade). Movimento interno: composição dinâmica ou estática.
2. O desenho – Qual a função da linha, a sua espessura e forma? Tem um papel fundamental ou acessório?
3. As cores – Quais as cores dominantes? Cores frias ou quentes? Fundamentais ou complementares? Cores planas, matizes, gradações, contrastes, saturação, brilho? Natureza da cor? (naturalista,realista,simbólica ou local).
4. A luz – De onde vem a luz? Está repartida uniformemente? Qual é o seu efeito? A sua procedência, é ambiental? (claro e escuro) ou de foco? (fonte de luz concreta – lâmpada, sol,…) ou surgida do próprio objeto/figura, ou, composta pela própria composição e dinâmicas das formas visuais?
5. A técnica da pintura – mancha larga, pontilhada, linear, esfumado, modelado.
6. A matéria – óleo, acrílico, colagem, misto, guache, aguarela, pastel de óleo ou seco, cera, gravura,…
7. O suporte – papel(tipo), tela, madeira(tipo), vidro, muro,…

Deverá analisar se o olhar do espectador é atraído para algum ponto especial e porquê; o que se pretende produzir com determinadas cores; se o emprego com determinada técnica marca decididamente o estilo do autor; se o emprego de determinadas matérias representa um avanço em relação a outros,…

Análise histórica
 
Porquê este tema? Porquê esta técnica? Porquê este estilo? Que efeito pretendeu produzir no público? Insere-se numa corrente artística ou rompe com as correntes dominantes?
A resposta a estas questões levará à descoberta de problemas relacionados com tipos de encomendas, idéias perfilhadas pelo autor, mentalidade dominante; tipo de materiais colocados à sua disposição, influência de outros artistas,…

Comentário pessoal sobre a obra de arte
 
É exprimir a sua adesão ou não, à obra de arte, quer do ponto de vista intelectual, quer do ponto de vista afetivo, justificando a sua posição.

Conclusão
 
Com as informações fornecidas pela análise do quadro, poderá concluir do valor histórico do documento que analisou, isto é, de que modo é que ele serve ou não, de testemunho da sua época, fornecendo elementos de índole econômica, social, política, religiosa e artística.

Fonte: http://pt.scribd.com/

2 comentários:

  1. Oi Lilian, muito boa a sua postagem!!!!!!!
    Nos ajuda a melhorar e tb analisar uma obra.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. OLÁ LILIAN, PARABÉNS! A DICA FOI MUITO BOA PARA UMA PESSOA QUE APRECIA TODA E QUALQUER MANIFESTAÇÃO DO SENTIMENTO, MAS NÃO TEM CONHECIMENTO TÉCNICO. MUITO BOM SEU BLOG.

    ResponderExcluir